Postagem

2012 Nov 23

Resultados do Enem por escola mostram a necessidade da desestatização da educação

Foram divulgadas nesta quinta feira (22) pelo Ministério da Educação as notas por escola do Enem 2011. A lista com os 20 melhores colégios pode ser conferida através deste link.

Mais uma vez colégios particulares tiveram, em média, desempenho superior ao das escolas públicas. Na lista das 20 melhores escolas, somente uma instituição pertence ao governo, e é da rede federal, que tipicamente recebe mais recursos e absorve os melhores alunos.

A educação, como qualquer setor em que o governo interfira, sofre graves problemas de ineficiência não porque os recursos são escassos, mas porque a estrutura de incentivos do estado não permite que os recursos sejam bem empregados. O resultado é que temos um serviço de péssima qualidade com altos custos.

Um exemplo são os gastos per capita no Recife para o ensino fundamental, que poderiam custear uma escola particular para os alunos.

Por isso, o Liber defende a completa separação entre a educação e o estado. Uma alternativa, como medida de curto prazo, é a instituição de cupons para a educação. O governo, desta forma, deixaria de lidar diretamente com a educação através da construção de escolas e do emprego de professores, e passaria a enviar vales-educação diretamente para os pais, que escolheriam as melhores escolas em que matricular seus filhos.

No longo prazo, o ideal é que a educação seja fornecida como qualquer outro serviço no mercado. Como naturalmente ocorre quando não há a interferência do governo, os preços baixariam e, sem os regulamentos do MEC, as escolas seriam capazes de oferecer serviços diferenciados para os alunos, sem a imposição de determinados modelos educacionais.

Ajude a tornar isso uma realidade. Envie a sua assinatura e faça uma doação.