Postagem

2012 Dez 12

Políticas econômicas retrógradas do Brasil ganham destaque na revista Economist

Políticas econômicas retrógradas do Brasil ganham destaque na revista Economist

Revista britânica critica governo brasileiro por falta de reformas econômicas.


Recentemente a revista britânica Economist publicou matéria em que critica as recentes políticas econômicas da presidente Dilma Rousseff e sua manutenção no cargo de ministros claramente despreparados para a função – o mais notório dos quais é Guido Mantega.

Segundo a revista, o Brasil padece de regulamentações excessivas e rígidas, impostos altos e confusos, crédito escasso, infraestrutura ruim e uma moeda sobrevalorizada.

O Liber não necessariamente endossa todos os pontos da revista, mas concordamos que a equipe econômica atual do governo brasileiro é completamente despreparada para o exercício da função que lhe foi dada. Uma equipe econômica que estivesse de fato empenhada na melhora econômica do Brasil deveria se ocupar em retirar as restrições à atividade econômica no país.

Porém, o que se vê há anos no Brasil, e com força redobrada no governo Dilma, é um recrudescimento do estatismo no Brasil, com impostos e regulamentações cada vez mais pesados e com a seleção de vencedores através de subsídios creditícios. Não só o crédito se torna mais barato para os amigos da corte, mas também fica mais caro para quem não tem acesso a conexões políticas.

Como a Economist, o Liber deseja uma mudança radical no cenário econômico nacional.

Só as ideias libertárias podem trazer essa mudança e crescimento sustentável.

Para apoiar essa ideia, apoie o Liber!

Por Erick Vasconcelos