Postagem

2013 Mar 25

Governo anuncia a criação de estatal de "fomento à inovação"

Governo anuncia a criação de estatal de "fomento à inovação"

A criação da Embrapii faz parte do Plano Inova Empresa, que tem gastos planejados na casa de R$ 32,9 bilhões de reais


Recentemente o governo anunciou a criação da Empresa Brasileira para a Pesquisa e Inovação (Embrapii), pretensamente para tornar as empresas brasileiras mais relevantes no mercado global.

O Brasil, como um todo, não se destaca mundialmente no quesito inovação. Se o Brasil precisa de mais inovação e nós colocamos a cargo do governo encontrar uma solução para esse problema, o que nós temos? Exatamente: uma nova estatal.

Não só esse é mais um exemplo da falta de criatividade crônica do governo, mas também é um episódio informativo sobre a falta de disposição estatal em fazer reformas econômicas substantivas.

Em vez de simplificar e diminuir impostos, flexibilizar as relações de trabalho, cortar regulamentações, acabar com o crédito subsidiado a apaniguados e suspender as barreiras protecionistas que impedem nossas empresas de crescer, o governo aumenta ainda mais o ônus sobre a população, desperdiçando não só o dinheiro do povo, mas também criando mais uma instância de regulamentação para investimentos.

Estatais são o oposto de inovação. É risível a tentativa de criar mais inovação através da burocracia estatal. Podemos esperar, ademais, que a estatal seja completamente loteada entre partidos políticos e empresários favorecidos. É impensável que o governo seja capaz de fomentar a inovação de qualquer maneira.

Retificando: o único setor em que se pode confiar no governo para inovar é em suas estratégias para explorar a população. Nisso, ele não tem par.

Se você acredita em menos burocracia e mais liberdade para nossas empresas, apoie o LIBER.

Por Erick Vasconcelos