Postagem

2014 Abr 23

Por uma nova Inconfidência

O LIBERTÁRIOS está à frente do processo de uma “Nova Inconfidência”

Não me cabe aqui explicar em miúdos o que foi e como se deu a Inconfidência Mineira. O que estou apto a informar é que se tratou de um movimento, obviamente ocorrido em Minas Gerais, para tirar o controle sobre a região das mãos de Portugal. A motivação maior para esse movimento estava na absurda cobrança de impostos, com o ápice na instituição da “derrama”, um imposto que visava garantir os lucros de Portugal sobre a atividade econômica mineira, principalmente relacionada à mineração.

Para tal, a derrama previa até o confisco de bens, propriedades e tutti quanti fosse necessário. A insurreição ocorreria na data da cobrança da derrama, porém, esta foi revogada pela coroa portuguesa na data que seria aplicada.

Mesmo assim, houve denúncia do movimento e a traição do Coronel Joaquim Silvério dos Reis, que delatou os companheiros em troca do perdão de suas dívidas com a coroa lusitana. O resto da história vocês podem verificar por conta.

O importante é que a Inconfidência foi caracterizada pela insatisfação dos mineiros contra os impostos dos colonizadores portugueses. Hoje, o Brasil possui uma carga tributária abusiva e que prejudica todos os cidadãos, principalmente os mais pobres. Alguns acham que se resolve isso aumentando os impostos sobre os mais ricos, no entanto, sendo estes os responsáveis pelo emprego da mão de obra dos trabalhadores e principais figuras do mundo empresarial, pode-se afirmar sem medo que maiores impostos acarretariam em menos capital acumulado nas mãos desses empresários, que obviamente investiriam menos, gerando menos empregos e diminuindo a geração de riqueza no país.

Colocado esse ponto, digo que precisamos de uma nova Inconfidência, não uma revolução violenta e sangrenta, mas a pressão da sociedade sobre o Estado que se expande na intenção de controlar os cidadãos, colocando cada indivíduo sobre sua tutela, isentando-o das responsabilidades por seus atos, mas retirando toda a liberdade, seja política, social e/ou econômica.

Precisamos, com urgência, lutar pela diminuição do Estado que se agiganta diariamente e destrói todos os meios de expressão da nossa liberdade. O Estado brasileiro atenta contra os direitos naturais de vida, propriedade e liberdade, ao prender nos controlar, coagir e punir pelo “crime” de querermos ter esses direitos respeitados, enquanto passa a mão na cabeça de canalhas que ascenderam ao poder e deixa à população á mercê da criminalidade e violência que transformou este país em uma zona de guerra.

Enquanto assistimos sentados, ao invés de tomarmos o exemplo dos inconfidentes, mesmo que aplicados por meios não-violentos, o roubo estatal continua e com ele toda a opressão que imana dessa “instituição” ilegítima que vive à custa da coerção.

O LIBERTÁRIOS está à frente nesse processo de busca por uma “Nova Inconfidência”, através do ativismo de seus membros e de ações pontuais que visam esclarecer a população e incitar o indivíduo a pensar por si, percebendo a importância de defender seus direitos naturais contra a agressão do Estado.